INSPIRAR

INSPIRAR #09 – EuropaCity Centre Culturel por UNStudio

Para o inspirar de hoje, trazemos o projeto vencedor do maior concurso de arquitetura para a iniciativa privada: O projeto do novo centro de desenvolvimento de cultura EuropaCity, localizado na região do Triângulo de Gonesse, ao norte de Paris.
Autor: UNStudio
Competição: 2017 EuropaCity Centre Culturel Dédié Au 7è Art
Local:Paris, França

Com a intenção de desenvolver um novo distrito em ascensão, em 2017, a EuropaCity lançou um concurso para a criação de um conjunto de construções-chave a serem locadas no novo plano diretor de Paris (projetado pelo BIG), incluindo uma sala de concertos, hotéis, circo contemporâneo e salão de exposições .O UNStudio foi o escritório escolhido para projetar o Centro Cultural Dédié Au 7è Arte, que abrigará um complexo de cinema e um “laboratório cultural”.

O complexo apresenta uma variedade de espaços interiores e exteriores para desfrutar do cinema de formas tradicionais e inesperadas. Em vez de simplesmente projetar um recipiente simples para um teatro, o edifício é concebido como um espaço público completamente acessível, onde as pessoas podem se reunir e relaxar. O programa expandido também incluirá meios de comunicação e instalações de produção, restaurantes e cafés, e pontos de vista com panoramas de 360 graus da EuropaCity e do horizonte de Paris.

“Os cinemas são o exemplo perfeito de arquitetura oculta”, explica o sócio fundador Ben van Berkel. “O cinema é o tipo de edifício que se torna invisível quando você entra nele. Você passa até duas horas em um quarto escuro, imerso no espaço e no tempo alternativos da imaginação … e então você sai. Essa experiência do usuário limitada do cinema como um local, levou ao conceito-chave que impulsionou nosso design: o desejo de criar um edifício que, em sua totalidade, ofereça uma experiência de cinema muito mais ampla ”.

O projeto do edifício é inspirado no masterplan do BIG “Rolling Hills”, usando curvas arrebatadoras e telhados ocupáveis para incorporar o edifício em seus arredores. Uma das principais preocupações do projeto era manter um perfil baixo para permitir que a luz natural máxima chegasse ao hotel adjacente. Para conseguir isso, o prédio é orientado a causar sombras mínimas enquanto ainda permite que a luz chegue aos terraços e decks do edifício.

Os três “blocos” do edifício são organizados por gênero de filme, permitindo que o espaço e a arte interajam e se elevem mutuamente. No centro, eles convergem em um lobby que oferece acesso aos teatros e vislumbres dos estúdios de produção no nível abaixo.

Mas o edifício também se destaca, através da sua forma global e escolha de material de fachada. Inspirado em esculturas de paisagens, o aço envelhecido expressa um tom natural e familiaridade. Perfurações no metal trabalham em conjunto com a forma geral para aproveitar os ventos naturais e fornecer ventilação para espaços internos.

“Para o design do Centre Culturel, fomos inspirados pela cultura ‘Cinéma en plein air’, e queríamos celebrar a arte de fazer filmes”, diz van Berkel. “Criamos um prédio onde você pode produzir e desfrutar de filmes como uma experiência compartilhada”

___

O texto aqui apresentado sobre este projeto foi uma tradução livre realizada pela nossa equipe, veja o texto original em inglês e as imagens em alta resolução neste link!

Gostou da série INSPIRAR e quer olhar mais projetos em destaque? Clique aqui para ser redirecionado a outros conteúdos semelhantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *